Óleo de Rícino atua no crescimento capilar

O óleo de Rícino é extraído das sementes de Mamona (Ricinus comunis), uma espécie muito comum no Brasil. Conhecida pelo uso medicinal e pela presença em cosméticos. No entanto, poucas pessoas sabem os benefícios que este óleo proporcionam e os cuidados com seu uso.

Devido a concentração de ácidos graxos, este óleo pode ser utilizado para estimular o sistema imunológico. A esteticista da Clínica Goa Health Club diz que: “Segundo pesquisas, ele pode ser usado no tratamento de doenças como mal de Parkinson, artrite e reumatismos, paralisia cerebral e esclerose múltipla. Mas, também pode ser usado para trazer benefícios contra constipação intestinal, infecções por fungos, distúrbios menstruais, enxaqueca, inflamações”.

Todos esses benefícios são resultados do efeito emoliente do óleo de Rícino. Quando aplicado é absorvido pela pele, estimulando a produção de colágeno e elastina, fibras importantíssimas de sustentação. O que atuará na prevenção de estrias, rugas, e etc.

Benefícios do óleo de Rícino para o cabelo

Veja a seguir os principais benefícios do óleo de rícino para o cabelo:

  • · Controla a queda de cabelo;
  • · Este óleo contém vitamina E, que auxilia no crescimento dos cabelos;
  • · Fortalece o couro cabeludo, ativando a circulação sanguínea.
  • · É altamente composto por ácido ricinoleico, que atua no combate de infecções e impede o crescimento de bactérias ou fungos que impeçam o crescimento, devido as propriedades antibacterianas e antifúngicas que possui;
  • · Hidrata os cabelos, e sela as cutículas. Isso proporciona brilho e deixa os cabelos sedosos;
  • · Pode ajudar no tratamento de dermatite seborreica.

Depoimentos de pessoas que utilizaram o óleo de rícino foram bastante positivos com relação aos resultados.

Para estimular o crescimento é necessário aplicar o óleo diretamente sobre a raiz do cabelo, massageando por alguns minutos. Depois de aplicado, deixe-o agir no cabelo por algumas horas, máximo 12 horas. Lavando normalmente após o descanso. Recomenda-se aplicar 3 vezes na semana. Pode ser aplicado misturado com algum creme, na forma de máscara capilar. Este tratamento também é indicado para atuar também na queda do cabelo, já que oferece resultados positivos.

 

No entanto, sempre consulte seu dermatologista para obter resultados concretos. E mesmo com todos os benefícios, ele também oferece contraindicações. Veja a seguir.

Existem contraindicações do óleo de Rícino?

Apesar de ser uma planta muito comum, o óleo de rícino, também conhecido como óleo de mamona deve ser comprado já extraído em farmácias. O que oferece risco é a ingestão das sementes, que, por possuírem uma proteína tóxica chamada ricina, é

considerada venenosa. Essa proteína penetra na célula, paralisando-a e essa paralisia, mesmo em pequenas proporções, pode levar a morte.

O uso do óleo de rícino não é recomendado a gestantes, pessoas com doenças crônicas ou intestinais graves, e lactantes. Portanto, antes de qualquer diagnóstico próprio, é necessário realizar uma consulta com um especialista.

Outros usos do óleo de rícino

· Hidratação para pele seca;

· Fortalecimento de unhas, e hidratação de cutícula;

· Ajuda no crescimento das sobrancelhas;

· Pode atuar na prevenção de estrias;

· Auxilia no crescimento dos cílios também.